sexta-feira 20 de maio de 2022

Projeto de ensino a distância na educação básica ainda pode sair do papel

No ensino médio, governo pretende oferecer 40% das aulas em plataformas online, contando com a ajuda de redes privadas de ensino; modelo, no entanto, ainda é alvo de críticas

Em maio de 2017, o governo federal emitiu uma atualização do texto do Decreto 9.507, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. O documento, divulgado no dia 26 daquele mês, deixava clara a intenção de liberar aulas no formato de Ensino a Distância (EAD) para a Educação Básica, a partir do 6º ano do ensino fundamental.

“A educação básica e superior poderão ser ofertadas na modalidade a distância nos termos deste Decreto, observadas as condições de acessibilidade que devem ser asseguradas nos espaços e meios utilizados”, trazia a redação, em seu Artigo 2º. A resolução, porém, teve vida curta e foi revogada no mesmo dia. Em nota, o Ministério da Educação (MEC) disse que houve um erro no material.

fonte gazetadopovo.com.br

Sobre Capemar

Essa página deve conter informações detalhadas sobre esse projeto web, sobre seus negócios, produtos e serviços que você tem a oferecer. Dê foco nas suas qualidades, descreva a história da sua companhia, certificados e prêmios.

Veja Também

O esforço de alunos e funcionários empenhados, durante a pandemia, foi fundamental para o sucesso dos estudantes do CG - (crédito: Leandro Rezende)

Vitória do ensino público.

Escolas do DF dão aula de aprovação no PAS. Foram convocados mais de 2.700 alunos ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *