quinta-feira 28 de outubro de 2021

Aluna do Pará cria mistura com sementes de açaí para fabricação de tijolos

Francielly Rodrigues Barbosa, estudante do ensino médio da rede pública do Pará, aproveitou a feira de ciências da escola para dar início a um projeto social e sustentável. Ela utilizou açaí, um dos frutos mais populares da região, para fabricar tijolos e oferecer fundações seguras nas casas da região.

Francielly tem 17 anos e estuda na Escola Estadual Ernestina Pereira Maia, em Moju, cidade que fica a 120 km da capital Belém. A estudante buscava temas para a feira de ciências da escola e se deparou com questões importantes envolvendo o saneamento básico e a estrutura das casas. A estudante descobriu que o mau cheiro e a fragilidade de algumas residências de bairros periféricos tinham relação com o fato de o aterro ter sido realizado por cima das várzeas de um igarapé, chamado Sucupira, que corta a cidade com enormes quantidades de lixo.

“Então, eu me perguntei: que material de baixo custo que não agrida o meio ambiente eu posso reutilizar para fazer as fundações de casa de forma mais segura? Quais aqueles materiais eram mais desperdiçados? E eu acabei descobrindo o caroço do açaí”, contou.

A pesquisa da jovem estudante já conquistou dezenas de prêmios e permitiu que Francielly viajasse para fora do país. Agora, a ideia é que a continuidade dos estudos gere ainda mais resultados positivos, fazendo com que a pesquisa entre uma nova etapa – partindo para a fabricação dos tijolos.

Saiba mais – O projeto da estudante Francielly é o tema da edição desta sexta-feira, 7 de junho, do programa Trilhas da Educação, da Rádio MEC.imagem da internet

Sobre Capemar

Essa página deve conter informações detalhadas sobre esse projeto web, sobre seus negócios, produtos e serviços que você tem a oferecer. Dê foco nas suas qualidades, descreva a história da sua companhia, certificados e prêmios.

Veja Também

Concurso Correios 2021: Inscrições, Edital, Vagas e Apostilas

O concurso Correios 2021 é um dos mais aguardados certames, desde a aprovação da abertura de vagas ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *